13 de abril de 2014

Música grude da semana: Buzzcut Season, da Lorde.

Está todo mundo falando da Lorde ultimamente, então resolvi escutar o álbum dela, Pure Heroine, para saber se era legal mesmo. E era. Aí o Buzzcut Season grudou u-u. Se continuar no ritmo, é capaz de Royals aparecer aqui no Música grude da semana também :D


29 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Limpido, da Laura Pausini com Kylie Minogue.

Se eu tivesse começado essas postagens antes, Limpido seria uma espécie de hors concours, já que eu a escuto basicamente o tempo todo desde o dia em que foi lançada. Nunca imaginei que a voz da Kylie Minogue fosse funcionar tão bem com a da Laura Pausini (eu acho que elas são bem diferentes), mas no fim ficou bem harmonioso.


Devo informar que achei o clipe meio bizarro com toda essa água purpurinada, mas tudo bem, é uma interpretação, ahn, interessante do que a letra da música significa. He...

23 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Adia, da Sarah McLachlan.

Ok, atrasei esse post (era pra ter saído sábado), mas antes tarde do que nunca ^^



A música que grudou essa semana foi Adia, da Sarah McLachlan. Comecei a ouvir por acaso, porque nunca fui assim fãããã da Sarah McLachlan, mas ok, a musica é bonitinha :B

14 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Cosmic Love, da Florence + The Machine.

Percebi que as músicas que eu escuto seguem um padrão: semanalmente eu elejo uma favorita e fico escutando até não aguentar mais. Às vezes elas repetem semanas a fio, vão e voltam, às vezes são inéditas. Tem música que eu não prestava a menor atenção e então de repente... plim! Favorita da semana. Não há motivos por trás das escolhas, então não adianta querer achar algum sentido, tipo tá querendo morrer ou matar o mundo, haha :B

E, para movimentar um pouco mais esse blog (e ok, ver se percebo um padrão em algum dia de genialidade - hahaha), decidi postar semanalmente a música grude do momento. (sim, eu sei que muita coisa eu prometo que vai ser semanal e tal, mas um dia eu cumpro. Juro!)

E essa semana, a eleita foi (conforme o título do post já denunciou) Cosmic Love, da Florence + The Machine.

8 de dezembro de 2013

NaNoWriMo: Conclusão.

Pois é, eu sei que era para ser um relato semanal a minha participação no NaNoWriMo, mas no fim das contas as semanas 2 e 3 nem existiram para mim, hahaha.

Não que eu tenho abandonado, muito pelo contrário. Finalmente sentar e escrever a minha história me mostrou alguns pontos que precisariam ser melhor pensados e trabalhados, e dei essa pausa. Quando não estava jogando Skyrim, eu pensava muito a sério na minha história.

No último dia da última semana, resolvi dar um sprint de uma hora e meia e consegui escrever cerca de 1300 palavras, o que me fez concluir o NaNo com… 13321 palavras! Yaay!

Fiquei MUITO longe da meta do NaNo e da minha (que era conseguir pelo menos 25000 palavras), mas eu gostei. Escrevi mais que nos outros dois NaNos que eu participei juntos! Pretendo continuar escrevendo sempre que puder (e o cansaço não atrapalhar) e tentar concluir essa história até o fim do ano que vem.

Resultado NaNoWriMo 2013: falhei mas…

9 de novembro de 2013

NaNoWriMo: a primeira semana.

Como prometido, aqui está o resumo do que foi a minha primeira semana, entre aspas, de NaNoWriMo. Entre aspas mesmo porque ela foi uma semana de apenas 4 dias de escrita, hehehe.
Apesar de no primeiro dia ter escrito apenas 522 palavras, tentei compensar no sábado e domingo dando um gás e escrevi mais de 2000 palavras nesses dois dias. Yay!

Fiquei me achando toda…

Mas a alegria do fim de semana durou pouco e não ter mais o dia inteiro à minha disposição acabou pesando. Chegando em casa do trabalho do jeito que eu costumo chegar (tipo, querendo cair dura na cama e só acordar no dia seguinte) eu escrevi pouco mais de 500 palavras na segunda e na terça. Quarta e quinta eu fingi que não existia NaNo e fui dormir mesmo. Ontem (sexta), conformada que já tinha pisado na jaca e que, com as minhas 5701 palavras atuais e 8000+ longe da meta, eu dificilmente iria fechar a semana com méritos, fui jogar Skyrim. Não me arrependo, afinal upei minha skill de alquimia para 100 u_u. Yay!

Para complicar, decidi repensar alguns detalhes da minha história que pareciam funcionar até eu perceber que:
- não faziam muito sentido.
- suscitariam perguntas e gerariam dúvidas cujas respostas fariam menos sentido ainda.

Em todo caso, mesmo que essa repensação (?) na história comprometa ainda mais a minha meta, eu fiquei feliz de ter visto isso ainda no começo, em que dá para adaptar facilmente o que ainda vai ser escrito, do que lá no final, o que me obrigaria a reescrever tudo. E eu me conheço bem… acabaria não reescrevendo nada hahaha

Se eu correr, quem sabe alcanço as 50000 palavras (em janeiro)