13 de abril de 2014

Música grude da semana: Buzzcut Season, da Lorde.

Está todo mundo falando da Lorde ultimamente, então resolvi escutar o álbum dela, Pure Heroine, para saber se era legal mesmo. E era. Aí o Buzzcut Season grudou u-u. Se continuar no ritmo, é capaz de Royals aparecer aqui no Música grude da semana também :D



29 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Limpido, da Laura Pausini com Kylie Minogue.

Se eu tivesse começado essas postagens antes, Limpido seria uma espécie de hors concours, já que eu a escuto basicamente o tempo todo desde o dia em que foi lançada. Nunca imaginei que a voz da Kylie Minogue fosse funcionar tão bem com a da Laura Pausini (eu acho que elas são bem diferentes), mas no fim ficou bem harmonioso.


Devo informar que achei o clipe meio bizarro com toda essa água purpurinada, mas tudo bem, é uma interpretação, ahn, interessante do que a letra da música significa. He...

23 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Adia, da Sarah McLachlan.

Ok, atrasei esse post (era pra ter saído sábado), mas antes tarde do que nunca ^^



A música que grudou essa semana foi Adia, da Sarah McLachlan. Comecei a ouvir por acaso, porque nunca fui assim fãããã da Sarah McLachlan, mas ok, a musica é bonitinha :B

14 de dezembro de 2013

Música grude da semana: Cosmic Love, da Florence + The Machine.

Percebi que as músicas que eu escuto seguem um padrão: semanalmente eu elejo uma favorita e fico escutando até não aguentar mais. Às vezes elas repetem semanas a fio, vão e voltam, às vezes são inéditas. Tem música que eu não prestava a menor atenção e então de repente... plim! Favorita da semana. Não há motivos por trás das escolhas, então não adianta querer achar algum sentido, tipo tá querendo morrer ou matar o mundo, haha :B

E, para movimentar um pouco mais esse blog (e ok, ver se percebo um padrão em algum dia de genialidade - hahaha), decidi postar semanalmente a música grude do momento. (sim, eu sei que muita coisa eu prometo que vai ser semanal e tal, mas um dia eu cumpro. Juro!)

E essa semana, a eleita foi (conforme o título do post já denunciou) Cosmic Love, da Florence + The Machine.

20 de julho de 2013

Astronauta Magnetar, de Danilo Beyruth.

Buzz e seu colega, o Astronauta.
(foto por mim)
Astronauta Magnetar, de Danilo Beyruth, é a primeira graphic novel de uma série que a Maurício de Sousa Produções está lançando, e que são histórias (ou releituras) dos personagens do estúdio feitas por vários artistas brasileiros.

Nessa história, o Astronauta está indo em busca de um Magnetar, que é uma estrela de nêutron com um campo magnético altíssimo que surge quando uma estrela supermassiva chega ao fim de sua vida. Ele pretende instalar instrumentos de medição em um campo de asteroides próximo e assim estudar de perto esse corpo celeste tão fascinante (inveja de você Astronauta, muita inveja). Mas infelizmente, enquanto instalava os sensores, o magnetar entra em atividade e o Astronauta se vê em apuros devido a um erro. Além de uma onda mortal de radiação estar a caminho, a nave acaba sendo atingida por uma rocha imensa, se danificando e deixando Astronauta preso ao asteroide onde havia pousado. A partir daí ele precisa lutar pela sua sobrevivência, tanto física quanto mental, num ambiente inóspito e solitário.

10 de fevereiro de 2013

The Elders Scrolls V: Hearthfire, o add-on que prova que os Jarls não vão com a sua cara...

Hearthfire - add-on de The Elder Scrolls V: Skyrim
Hearthfire, add-on para The Elders Scrolls V: Skyrim, lançado no ano passado, permite que você compre terrenos e construa sua casa em três dos quatro estados menores: Falkreath, Morthal, e Dawnstar (apenas Wintherhold ficou de fora da festa, o que é uma pena T_T), utilizando material que você mesmo garimpa ou fabrica (e se você andou ignorando todas as pedras de ferro no jogo depois que passou a usar equipamentos feitos de outros materiais, se deu mal - assim como eu - pois você vai precisar de muiiiito prego, feito de ferro, e trancas, linguetas, etc, que também são feitas desse material, fora as construções de fora de casa, como o smelter, que usa muito, mas muito ferro.


Mas por que os Jarls não vão com a nossa cara? oO

Essa foi a impressão que eu tive assim que comecei a adquirir os terrenos para construir minhas casinhas em Skyrim, hehe, pois a localização deles não podia ser pior: além de ficarem bem longe das cidades, e cheio de perigos no caminho para chegar lá (a maioria desses perigos são bandidos), todas elas ficam perto de alguma ameaça tipo gigantes, tumbas antigas, covil de lobos, horkes mal-humorados etc.

Altar do necromante, sem o necromante :P

Mesmo Lakeview Manor, de Falkreath, que tem a localização mais decentezinha entre as três casas, tem uma bela vista para o lago Illinatta e para um necromante mal encarado que te ataca assim que você chega perto. Uma beleza xD